Novas publicações de colega do PPGE

Compartilho aqui algumas informações sobre duas publicações (e-books) do Prof. Tarso Mazzotti, nosso colega do PPGE da Linha de Pesquisas em Representações Sociais nos Processos Educacionais, RSPE.

A primeira, Filosofia para as Licenciaturas, editada por Marcus Vinícius da Cunha é uma obra que

tem por objetivo fornecer aos estudantes dos cursos de formação de professores alguns instrumentos conceituais para desenvolverem a análise dos discursos acerca da educação escolar. Analisar é o mesmo que criticar, para isso é preciso dispor de instrumentos cognitivos adequados e pertinentes. Não se espera que os instrumentos próprios da Matemática, por exemplo, sejam adequados para a crítica de argumentos éticos e vice-versa. Uma vez que a Filosofia é apresentada desde sua proposição por Platão, aqui se recordar esse gesto fundador, mostrando que não se constituiu contra os mitos, como geralmente se diz, mas contra os Sofistas, os mestres dos gregos. Assim, a Filosofia nasce em uma situação social e contra um grupo de sábios, os Sofistas, para instituir o que se diz ser a verdade, o real. O que será visto logo nos dois primeiros capítulos. Depois serão apresentadas as principais técnicas argumentativas, os modos de análise retórica e dialética, sem desenvolver a análise lógica, para a qual há bons manuais. A partir do capítulo sete são apresentados exemplos de análise de temas próprios das doutrinas pedagógicas, e, no último, afirma-se que a Retórica é a ciência da educação, bem como das outras técnicas, ou artes, que têm por axioma modal a possibilidade de modificar as crenças, valores e atitudes.

A segunda publicação é o livro Educação ou doutrinação ambiental? Análise retórica dos discursos de ambientalistas latino-americanos. A proposta da obra é a seguinte:

Educação ou doutrinação ambiental? O título estranho, pois a educação ambiental é o ensino de conceitos originados da Ecologia, das Ciências Ambientais, portanto trata-se de educação, não de doutrinação. Esta se caracteriza pela propaganda de uma causa, de uma ideologia, em que os alunos são meios para os seus fins. A doutrinação só pode ser evocada quando se trata de ideologias como a fascista, nazista, estalinista, racista nunca para o ensino de conceitos científicos, como é o caso da educação ambiental.

No entanto, a disjuntiva do título não é arbitrária e expressa um problema: há um consenso ambientalista, assumidamente político, sustentado na ideologia naturalista que adapta os conceitos científicos ao seus quadros conceituais e orienta a educação ambiental, e esta tem por meta conquistar os alunos para a causa ambiental.

A segunda obra já está tendo um impacto bacana: nessa semana, o autor foi convidado para integrar uma mesa no ENDIPE deste ano, onde o trabalho será discutido com especialistas na área! Quando tivermos os detalhes em mãos, divulgaremos aqui.

Ambas as publicações estão disponíveis através da loja da Amazon no Brasil.

Clique aqui para visualizar a página do Prof. Tarso na Amazon.

Clique aqui para acessar o site do Prof. Tarso, onde encontrará os REA criados por ele, seus colaboradores e seus orientandos.

Leave your comments - Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s