A EaD a partir de um olhar Freiriano: entrevista sobre tese de doutorado

Foi publicada na semana passada uma entrevista com a Profa. Jaciara de Sá Carvalho, a mais recente integrante do grupo TICPE, sobre sua tese de doutorado, conduzida e defendida na Faculdade de Educação da USP. Veja o resumo do trabalho:

Esta tese foi motivada por desconfianças quanto à possibilidade de uma Educação emancipadora ser atendida pela modalidade a distância. O trabalho situa a problemática na perspectiva de Educação que orienta o ensino-aprendizagem e não na modalidade em si. E discute condições e desafios para uma Educação emancipadora a distância tendo como recorte a formação para a cidadania, uma das finalidades da Educação de acordo com a Constituição Federal (BRASIL, 1988) e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (BRASIL, 1996). A formação para a cidadania foi adotada como expressão-chave para a discussão de uma Educação cidadã, comprometida com a formação humana e a construção de novas realidades, contra sua subordinação a fins instrumentais, de caráter utilitário. A investigação, desenvolvida sob uma perspectiva crítica, está fundamentada na filosofia e teoria de conhecimento do educador Paulo Freire, reconhecido em diversos países por suas contribuições para uma Educação democrática e libertadora. O percurso bibliográfico aborda 1) cidadania, pela questão dos direitos, deveres e participação ativa em sociedade, a partir de Freire e sob o paradigma da planetaridade; 2) Educação cidadã, que tem como premissa o compromisso com o processo de conscientização (FREIRE, 1979) pelos sujeitos e exige condições para sua realização, mapeadas em obras de Freire e na experiência do movimento Escola Cidadã; 3) teorias de Educação a Distância, observando questões referentes à autonomia e ao diálogo pelos sujeitos, assim como à estrutura/organização das formações, para identificar a abordagem construtivista crítica em rede como a mais adequada para uma Educação cidadã a distância. Também foram entrevistados oito professores-pesquisadores da modalidade e/ou da inter-relação Educação e tecnologias do Brasil, Portugal e Venezuela. Estes diálogos, relacionados à pesquisa bibliográfica, resultaram em seis condições para uma Educação cidadã a distância, comprometida com a conscientização pelos sujeitos e a construção de uma sociedade de caráter planetário.

Pensar a EaD em função da Educação e não como “modalidade” é consistente com o direcionamento que tentamos dar a nossos trabalhos em torno da temática. É, também, consistente com o lindo artigo co-escrito por Lilian do Valle e nossa saudosa Estrella Bohadana: “Sobre presença e distância: reflexões filosóficas sobre educação virtual” – In: Mill, D.; Maciel, C. (2012) EaD: elementos para pensar o ensino-aprendizagem contemporâneo. Cuiabá: Universidade Federal de mato Grosso, 2013, p. 37-58.

Clique aqui para visualizar a entrevista.

Clique aqui para acessar a página da USP relativa à tese ou aqui para baixar a tese completa.

Leave your comments - Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s