Retrato da EaD no Brasil pelo MEC

Começou hoje o Congresso Internacional ABED de Educação a Distância (22º CIAED) em Águas de Lindóia (SP) e cá estou para acompanhar e participar da mesa Redes Sociais e Educação com a Profª Vani Kenski (Fe/USP) e José Erigleidson da Silva (PUC-SP), nesta terça (20/9).

Hoje à tarde, fui conferir o Encontro para diálogo entre a comunidade brasileira de EaD e o Ministério da Educação, em que participaram alguns representantes do MEC.

Quero destacar as intervenções oportunas do presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE) no que diz respeito à expansão da EaD no País. Luiz Roberto Curi chama atenção para o caráter da expansão, chamando a sociedade para a seguinte questão :”o que se quer da expansão da EaD?”. Segundo Curi, a expansão da EaD até hoje não conseguiu alterar:

  • a quantidade de vagas por região: a oferta é maior em locais que já possuem muitas instituições oferecendo Educação Superior presencial – disparado o Sudeste.
  • a concentração de cursos que tradicionalmente são ofertados pela modalidade (pedagogia, administração, direito, ciências contábeis).

Um dos desafios para a EaD é dialogar com o Plano Nacional de Educação para que sejam dobradas o número de matrículas de jovens de 18 a 24 anos na Educação Superior. “O processo de expansão não pode ser desvinculado das políticas públicas” e, mesmo, das políticas que as instituições privadas possuem – elas também devem considerar a desproporcionalidade da distribuição da EaD no país, segundo Curi. Diante de uma platéia onde estavam muitos representantes de instituições de ensino, o representante do CNE chamou atenção das instituições (privadas e públicas) para apresentarem propostas que “atendam a necessidade da sociedade brasileira e não de um ator ou grupo”. Os dados são alarmantes: 66% dos municípios brasileiros não tem Educação Superior. “É preciso discutir expansão da EaD diante das necessidades do país”, disse.

Antes de Curi, Joana D’Arc Ribeiro, da Secretaria de Educação Superior do MEC, apresentou slides que ajudam a ter um retrato da Educação Superior a distância no país. Algumas fotos da apresentação não estão muito boas, mas achei que vale compartilhar. Chamo atenção para a listagem da regulamentação da EaD, incluindo uma nova Resolução muito comentada no evento (Nº1/2016).

img_20160919_183103 img_20160919_182918 img_20160919_183149 img_20160919_183222 img_20160919_183253 img_20160919_183312 img_20160919_183333 img_20160919_183546 img_20160919_140811091_hdr img_20160919_140954725_hdr img_20160919_141300087_hdr img_20160919_141355206_hdr img_20160919_141651163_hdr

 

3 comentários

  1. Oi Jaciara, estou retornando do XIII ESUD (Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância) promovido pela Associação Universidade em Rede (UniRede) – um consórcio formado por instituições públicas de ensino superior (Universidades Federais, Estaduais e Institutos Federais) que têm por objetivo a promoção do desenvolvimento científico e tecnológico da Educação a Distância (EaD) no Brasil. Por lá a grande preocupação não é com a expansão da EaD… e sim, com a manutenção dos cursos e pólos já instalados, tendo em vista o intenso recuo que o programa está sofrendo. São cortes em todas as instâncias, atingindo do financiamento aos programas de capacitação continuada ao pagamento de bolsas, além da não re – oferta de vários dos cursos já implantados. Ao final do evento foi elaborada pelos membros da UniRede a Carta de São João del-Rei. Seria interessante se pudéssemos analisar os documentos produzidos por estes dois grupos…

  2. Aline, obrigada por compartilhar essa informação – já estive no Esud (em 2013, de não me engano). Aqui também houve cobrança quanto à UAB. Não pude ainda fazer post a respeito, mas a representante da CAPES (Maria Cristina) afirmou q os recursos para manutenção das vagas para este ano e 2017 estão garantidos, ainda q não vá haver expansão. A esse respeito, Curi defendeu que a UAB deixe de ser um projeto e ganhe mais relevância e importância. Oxalá!

    1. Oi Jaciara, muito obrigada pela sua resposta. Oxalá que venha “nos” valer😉 ps. Estou a procura da publicação oficial da Carta de SJDR…se não me engano a principal questão levantada é bem isso que você trouxe: EaD – Politica de Governo ou de Estado? Vamos ver,né? Abçs Aline

Leave your comments - Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s