Redes Sociais

Giota Alevizou apresenta sua contribuição ao volume *Educação e Tecnologia: abordagens críticas*

Com alegria, trazemos hoje mais um teaser em vídeo de capítulo do e-Book Educação e Tecnologia: abordagens críticas. Hoje temos Giota Alevizou, pesquisadora da Open University do Reino Unido, apresentando seu texto “Da mediação à datificação: teorizando tendências em evolução nas mídias, tecnologia e aprendizagem“.

Articulando ideias de campos distintos – Teoria das Mídias, Filosofia Política e Educação -, a autora apresenta um argumento complexo, porém bastante interessante e relevante para quem desconfia (palavra magistralmente usada por outro de nossos autores – Neil Selwynneste livro; baixe aqui uma tradução para o português de um capítulo desse livro) de perspectivas prometeicas (ou “cor de rosa”) da presença da tecnologia na atualidade.

Deixo que a autora fale:

Em uma postagem anterior, indiquei a leitura de outros dois textos publicados pela autora na revista Educação e Cultura Contemporânea, do PPGE/UNESA: “Open to interpretation? Productive frameworks for understanding audience engagement with Open Educational Resources” (apenas em inglês) e “De REA a MOOC: perspectivas críticas acerca das trajetórias históricas de mediação na Educação Aberta” (tradução minha para o português do original publicado na revista International Journal of Media & Cultural Politics). Recomendei, também, do e-Book TICPE 2017, os capítulos de Martin Weller e de Jeremy Knox, respectivamente: “O desenvolvimento de novas disciplinas na Educação – o exemplo da Educação Aberta” e “A quantas anda a revolução: três temas na movediça paisagem dos MOOC“.

Clique aqui para baixar o volume completo.

Clique aqui para baixar uma separata do capítulo de Giota em português.

Anúncios

Publicação do e-Book TICPE 2017: agora é baixar e ler!

CAPA_EBOOK_TIPCE_2017Após meses de muito trabalho, disponibilizamos neste post o nosso e-book de 2017, Educação e Tecnologia: abordagens críticascompartilhado sob uma licença Creative Commons. A coletânea bilíngue reúne 12 capítulos de pesquisadores do Brasil, Austrália, Escócia, Estados Unidos, Inglaterra e Reino Unido e foi organizado por Giselle Ferreira, Alexandre Rosado e Jaciara Carvalho, integrantes do grupo TICPE.

Segundo a Apresentação dos organizadores:

“O volume oferece uma dose de sobriedade em reação aos excessos e exageros encontrados na literatura mainstream na área da Educação e Tecnologia. Os textos (…) abordam questões de poder e consideram especificidades contextuais e históricas, escapando da usual euforia em torno da tecnologia digital e partindo de perspectivas diversas do momento histórico que vivemos”.

Organizados em três partes – Cenários, Especificidades e Historicidade – os capítulos do e-book são intercalados por 24 imagens sugestivas (aqui, em gif) do artista polonês Pawel Kuczynski. Já é uma “tradição” nas publicações da TICPE apresentar ilustrações de artistas cujo trabalho provoca nosso grupo de pesquisa.

Após a Apresentação dos organizadores, o e-book apresenta um texto introdutório, de Ralph Bannell (PUC-Rio), “com inspiração em desenvolvimentos recentes na vertente fenomenológica da Filosofia”, que destaca questões de poder e “esboça novas possibilidades de conceber os processos da cognição e da aprendizagem”.

Mais um trecho da Apresentação, que explica a estrutura do volume:

A Parte I, Cenários, incPawel Kuczynskilui quatro capítulos que, no conjunto, sugerem caminhos para desvelar e criticamente analisar o cenário de continuidades e descontinuidades na Educação e Tecnologia. Neil Selwyn (Universidade de Monash, Austrália) retoma sete questões críticas propostas por Neil Postman como base para propor questionamentos objetivos, claros e específicos à área. Na sequência, Raquel Barreto (UERJ) e Richard Hall (Universidade De Montfort, Inglaterra) discutem, com muitos pontos de contato, implicações à Educação Básica no Brasil e à Educação Superior no hemisfério norte, respectivamente, da tendência corrente à mecanização das relações, processos e ações implicadas na educação. Completando a parte, os organizadores apresentam achados preliminares de um levantamento bibliográfico da produção na área em língua portuguesa, sugerindo que há muito trabalho a ser feito para que essa se estabeleça em termos acadêmicos.

Na sequência, a Parte II, Especificidades, apresenta discussões de temáticas atuais específicas. Giota Alevizou (Open University do Reino Unido) analisa o interlace da Educação com as Mídias, discutindo, em particular, as implicações do processo corrente de “datificação” dos processos educacionais. Jeremy Knox (Universidade de Edimburgo, Escócia) examina criticamente os MOOC, que, nos EUA e na Europa, têm se expandido significativamente, e, aos poucos, chegam ao Brasil em formas que ecoam as grandes iniciativas de instituições de Educação Superior e de startups apoiadas por capitalistas de risco. Finalizando a parte, Lesley Gourlay (Institute of EducationUniversity College London/ Inglaterra) parte de uma crítica à antinomia “digital” vs. “analógico” e argumenta a relevância de abordagens sociomateriais.

Os quatro capítulos que compõem a Parte III, Historicidade, ilustram a importância do conhecimento histórico como base para a contextualização e a compreensão da atual situação das tecnologias na educação. Historicidade é, para nós, uma das ideias estratégicas que precisam ser mais amplamente integradas em estudos da Educação e Tecnologia. Martin Weller (Open University do Reino Unido) relata o desenvolvimento do movimento dos Recursos Educacionais Abertos/Educação Aberta, no qual tem participado ativamente desde os seus primórdios, ainda no final da década de 1990. Os capítulos seguintes são textos que consideramos leitura essencial para qualquer interessado na área da Educação e Tecnologia. De Audrey Watters (EUA), a “Cassandra da Tecnologia Educacional”, incluímos dois capítulos de The Monsters of Educational Technology. A parte conclui com um texto “clássico” de Richard Barbrook e Andy Cameron (in memoriam), da Universidade de Westminster (Inglaterra), que analisa, a partir de uma base histórico-crítica, questões ideológicas que permeiam a indústria da tecnologia digital atual.

Educação e Tecnologia: abordagens críticas será lançado em evento presencial na UNESA, no Rio de Janeiro, em 4 de maio, com palestras do Prof. Ralph Bannell e da Profª Raquel Barreto. Você está convidado/a!

Clique aqui para baixar o livro.

Curso online que contou com docente da TICPE recebe prêmio

curso

Com alegria, recebo a notícia de que o curso online Educação e Participação em rede venceu o 8º Prêmio ARede Educa 2016 na categoria Educação a Distância/Sociedade Civil. Fui uma das autoras, a convite do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e que contou com o envolvimento de estudantes e professores da Licenciatura em Educomunicação da ECA/USP em uma das etapas de criação.

:: O Prêmio – Em sua nona edição, contemplando diversas categorias, foram premiadas  52 iniciativas públicas e privadas de todo o país, da educação básica à superior. Os trabalhos fornecem um panorama do que vem sendo feito quanto à “boas práticas”, contribuindo para compartilhar esses projetos e inspirar a criação de novos. As iniciativas podem ser conhecidas por meio de reportagens que compõem o Anuário ARede 2016-2017 (abaixo). As páginas 124 e 125 apresentam uma reportagem sobre o curso, com trechos de uma entrevista realizada comigo.

:: O curso – É online, gratuito e aberto a qualquer pessoa interessada pela temática que leva seu nome: Educação e participação em rede.  Por ter um caráter mais autoinstrucional (ainda que conte com um fórum de discussão), o desafio foi justamente proporcionar aprofundamento da ideia de rede, de participação em rede (virtual e no território) e sua relação com educação integral sem que a interação e a colaboração fossem a estrutura da proposta pedagógica.

Uma das estratégias adotadas para a percepção de nós e conexões – elementos que estruturam as redes – foi a construção de um curso baseado em vídeos, materiais e atividades sem percurso pré-definido, no qual cada participante tem a liberdade de iniciar sua formação a partir de qualquer . Assim, a navegação não obedece uma sequência didática preestabelecida entre seus conteúdos, ainda que estes estejam organizados em três eixos temáticos: Conexão em rede, Participação em rede Educação em rede. São essas temáticas, aliás, que pautaram as gravações dos vídeos com especialistas. As atividades foram elaboradas de modo a provocar nos participantes reflexões sobre sua participação e de outros sujeitos em redes, sobre concepções de educação e o que implica tratar de educação integral.

Mais informações a respeito dele e de quando serão ofertadas novas turmas podem ser conferidas no site do projeto Educação&Participação, responsável pela inciativa. Abaixo, vídeo que apresenta o curso:

Educação e mídias sociais: publicação multilíngue

ImageGenChegou ontem pelo correio o volume Research on social media: a glocal view, em português, Investigação em media sociais: uma visão glocal, uma excelente coletânea organizada por Vitor Tomé, da Escola Superior de Educação e ComunicaçãoUniversidade do Algarve, Evelyne Bévort, do Institute for Higher Social Communication Studies, Bruxelase Vitor Reia-Batista, da Escola Superior de Educação e ComunicaçãoUniversidade do Algarve.

Férias ou não, fim de ano ou não, tive que dar uma olhada, ainda que rápida 🙂 – a leitura detalhada ficará para janeiro, mas quis registrar a publicação aqui, logo de uma vez, pois o trabalho está disponível apenas em impresso vindo de Portugal, então é preciso esperar um tempinho para tê-lo em mãos.

A obra adota uma “lógica glocal” para abordar questões pertinentes ao uso de mídias sociais na educação, e oferece “múltiplas perspectivas geográficas, culturais e ideológicas de contextualização, de interpretação e de criação de novas propostas e projectos”, nas palavras de Reia-Batista.

São 7 capítulos em português, castelhano, francês e inglês:

Capítulo/Chapter I – Building and Funding Research Communities Online (Lisa Dethridge, RMIT University, Australia)

Capítulo/Chapter II – Redes sociales: luces y sombras en el ámbito de Comunicación y Educación (Rayén Condeza y Mar Fontcuberta, Pontifícia Universidad Católica de Chile)

Capítulo/Chapter III – Mobile Technologies Changing the Face of Social Networking from Web 2.0 to E-Learning (Belinha De Abreu, Fairfield University, United States of America)

Capítulo/Chapter IV – On the use of Facebook in higher education: three emerging themes (Giselle Martins dos Santos Ferreira, Estrella D’Alva Benaion Bohadana, Luiz Alexandre da Silva Rosado, Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, Brasil)

Capítulo/Chapter V – Jóvenes, redes y gestión de la intimidad (Ignacio Aguaded, Universidad de Huelva, Espanha e Inmaculada Berlanga-Fernández, Universidad Internacional de la Rioja, Espanha)

Capítulo/Chapter VI – Adolescentes: cómo construyen su identidad en las redes sociales (Roxana Morduchowicz, Ministério de la Educación, Buenos Aires, Argentina)

Capítulo/Chapter VII – Redes sociais online: práticas e percepções de jovens (9-16), seus professores e encarregados de educação (Vitor Tomé, CIAC – Universidade do Algarve)

O livro pode ser adquirido por meio do formulário disponível nesta página.

e-Book Educação e tecnologia: parcerias. Volume 4 – publicado!

Capa Educação e Tecnologias Parcerias vol 4 - proposta 6.5Anunciamos, com muita alegria, a publicação de nosso e-book anual, Educação e tecnologia: parcerias. Volume 4. A coletânea deste ano inclui 9 capítulos que, utilizando uma variedade de abordagens teórico-metodológicas, focalizam temáticas “de ponta” no universo de interlace entre as tecnologias, principalmente as digitais, e a educação.

Seguimos o mesmo processo estabelecido na preparação do volume anterior: um esquema de avaliação cega por pares fundamentando a seleção de trabalhos dentre as propostas enviadas em resposta à nossa chamada aberta. O Prof. Alexandre Rosado foi novamente responsável belo projeto gráfico e editoração cuidadosa do material, que, mais uma vez, inclui uma exposição de novos trabalhos do artista visual João Lin. Atualizamos o estilo da capa, que, neste ano, foi criada também pelo Prof. Alexandre utilizando uma imagem de um mosaico abstrato criado pela mosaicista Eunice Ferreira.

Algumas palavras de nossa apresentação:

A preparação de nosso – agora consolidado – e-book anual é um grande prazer para nós da linha TICPE. Nosso trabalho é artesanal: conduzimos todo o processo nós mesmos, com muito entusiasmo, em um grande mosaico de pesquisadores, orientandos, seus textos e, também, artistas e suas encantadoras obras de arte. Cuidamos desde a seleção dos textos, revisão técnica e diagramação até a disponibilização e disseminação via redes digitais, o que atesta nosso comprometimento com a pesquisa e, acima de tudo, nosso profundo respeito pelo diálogo e cooperação.

Em parte, são as próprias TIC, instrumentos de alta tecnologia, que possibilitam esta empreitada artesanal: das ferramentas livremente disponíveis que utilizamos às plataformas de redes sociais que apoiam nossas redes de contatos. No entanto, mais importante do que artefatos, julgamos que são, de fato, o talento, as habilidades e o comprometimento de todos que contribuem para o processo, incluindo nossos pareceristas e Conselho Científico, o que nos possibilita levar às suas mãos, anualmente, esta coletânea.

O volume inclui, também, uma homenagem personalíssima de Luis Zorraquino, companheiro de nossa saudosa Estrella Bohadana, a quem dedicamos a obra:

A produção deste volume 4 (…) foi marcada pela perda irreparável que sofremos em maio deste ano: a de nossa colega, companheira de aventuras intelectuais e amiga, Estrella Bohadana. Estrella era a única componente original do grupo TICPE, criado em 2000, e uma das responsáveis pela idealização e concretização do volume que deu origem à série. (…)

Agradecemos ao Luis por compartilhar sua perspectiva tão pessoal conosco e com os nossos leitores, e dedicamos o Educação e tecnologia: parcerias. Volume 4 à Estrella.

Agradecemos a todos que contribuíram das mais diversas formas, em particular, os autores, pareceristas e membros do Conselho Científico. Somos, também, muito gratos ao João por sua enorme generosidade em compartilhar, primeiramente conosco e, obviamente, com nossos leitores, seus delicados trabalhos.

Clique aqui para baixar o volume completo.

Clique aqui para baixar o cartaz de divulgação do trabalho (com QR Code).

Clique aqui para acessar a página com links para todos os volumes da série.

 

Livro sobre usos do Facebook na Educação disponível no Scielo

Acaba de ser disponibilizado no Scielo Livros o volume Facebook e educação: publicar, curtir, compartilhar, organizado por Edméa Santos e Cristiane Porto e publicado pela Editora da Universidade Estadual da Paraíba. A obra, lançada em impresso no ano passado, está agora disponível aberta e livremente, e pode ser baixada na íntegra em formato pdf ou ePub, ou em capítulos.

Organizado em duas partes, o livro reúne contribuições de pesquisadores e especialistas do Brasil e de Portugal, que examinam diferentes aspectos da integração desta plataforma de redes sociais em contextos educacionais. Inclui um capítulo escrito por mim e pela nossa saudosa Estrella Bohadana.

Ficam aqui os parabéns da TICPE às colegas organizadoras por mais uma bela conquista!

Clique aqui para baixar o livro completo em pdf.

Clique aqui para baixar o livro completo em ePub.

Clique aqui para baixar o livro em capítulos.

Clique aqui para baixar o capítulo Possibilidades e desafios do uso do Facebook na educação: três eixos temáticos”, por Giselle Ferreira e Estrella Bohadana.

Facebook e Educação: nova publicação

capaSerá lançado em outubro próximo o volume Facebook e Educação: publicar, curtir, compartilhar, organizado por Cristiane Porto e Edméa Santos, e publicado pela Editora da Universidade Estadual da Paraíba.

O volume reúne uma variedade de textos que focalizam diferentes aspectos da integração desta plataforma de redes sociais em contextos educacionais. Organizado em duas partes, o volume agrega contribuições de pesquisadores e especialistas do Brasil e de Portugal, incluindo um capítulo escrito pelas Profas. Giselle Ferreira e Estrella Bohadana, da TICPE.

Inicialmente, a obra estará disponível em versão impressa, mas será também disponibilizado, em breve, em formato digital no SciELO Books. Assim que isso acontecer, circularemos o link por aqui!

Até lá, compartilhamos a capa, que inclui comentários da Profa. Lucila Pesce e do Prof. Marco Silva, bem como as páginas com material pré-textual, incluindo o sumário.

Deixamos aqui os parabéns da TICPE às organizadoras e a todos os colegas envolvidos no projeto, e ficamos no aguardo das cópias de um volume que parece muito promissor como fonte essencial a quem estiver pesquisando na área!

Clique aqui para baixar a capa do volume.

Clique aqui para visualizar o material pré-textual.