Série de *teasers* do eBook TICPE 2017: hoje, Ralph Ings Bannell!

Dando prosseguimento à série de video teasers que acompanha o volume Educação e Tecnologia: abordagens críticas, temos, hoje, uma contribuição do Prof. Ralph Ings Bannell, da PUC-Rio.

Convidamos o Prof. Ralph, inicialmente, para escrever o prefácio da obra, mas Uma faca de dois gumes faz muito mais do que faira uma simples apresentação dos capítulos, um por um (integrada em Resistência Híbrida, dos organizadores). Para nossa surpresa – e ganho dos leitores! – o autor nos brindou com um texto que, ainda que mais longo do que o esperado (principalmente por aquela que vos escreve, que já estava soterrada nas traduções e revisões dos outros capítulos…), explicita questões e preocupações subjascentes a praticamente todos os capítulos do livro, nos deixando com muito o que pensar.

Em sua apresentação, a seguir, o Prof. Ralph explica a estrutura de seu texto:

Em tempo: aproveito para lembrar que, nesta quinta-feira, 3 de agosto, estaremos recepcionando o autor e a Profa. Raquel Goulart Barreto, da UERJ, também autora de um capítulo do livro, em um evento de lançamento presencial do livro.

Clique aqui para baixar o e-book completo.

Clique aqui para baixar Uma faca de dois gumes.

 

Nova aba no *Diálogos* aberta: documentação da *I Jornada de Pesquisa do PPGE/UNESA*

No final do semestre passado, tivemos, no PPGE/UNESA, nossa I Jornada de Pesquisa, como anunciamos aqui. Pela primeira vez, tivemos todas as 3 linhas de pesquisa reunidas para compartilhar e discutir as pesquisas que conduzimos.

Para documentar o evento, criamos uma nova aba no Diálogos, que está agora “oficialmente” aberta! A página contém a programação, resumos, comunicações (ppt) e pôsteres (pdf), bem como algumas imagens selecionadas de um conjunto de fotos de Adalberto Paiva (mestrando) e da Profa. Stella Pedrosa.

O evento foi um sucesso: além de contarmos com a presença de todo o nosso corpo docente e discente, tivemos também a presença de mestres e doutores egressos, bem como, em particular, da família do saudoso Prof. Jorge Atílio Iulianelli, a quem dedicamos os trabalhos.

Vale agradecer a todos que contribuíram na organização e na condução de uma atividade que consideramos muito imporante para a formação que oferecemos no programa.

Visite a aba para saber mais!

 

 

Giota Alevizou presents her contribution to *Education and Technology: critical approaches”

We’re delighted to bring you today one more video teaser of a chapter in the e-Book Education and Technology: critical approaches. Today we’ve got Giota Alevizou, researcher at the UK Open University, presenting her piece ‘From mediation to datafication: theorising evolving trends in media, technology and learning‘.

The author articulates ideas from different areas – Media Theory, Political Philosophy and Education – to present a complex, yet interesting and relevant argument, relevant to anyone who distrusts (a term masterfully explored by another of the e-Book authors – Neil Selwyn – in this book) Promethean (‘rose-tinted’) perspectives on digital technology.

I’ll let Giota do the talking!

In a  previous post I recommended two other pieces by the author that appeared in Educação e Cultura Contemporânea, the journal published by our PPGE/UNESA: ‘Open to interpretation? Productive frameworks for understanding audience engagement with Open Educational Resources‘ (English only) and ‘De REA a MOOC: perspectivas críticas acerca das trajetórias históricas de mediação na Educação Aberta‘ (a Portuguese translation I prepared from the English original published in the International Journal of Media & Cultural Politics). I also recommend, as complementary reading from the e-Book, Martin Weller‘s and Jeremy Knox‘s chapters.

Click here to download the complete volume.

Click here to download a Portuguese version of Giota’s chapter.

Giota Alevizou apresenta sua contribuição ao volume *Educação e Tecnologia: abordagens críticas*

Com alegria, trazemos hoje mais um teaser em vídeo de capítulo do e-Book Educação e Tecnologia: abordagens críticas. Hoje temos Giota Alevizou, pesquisadora da Open University do Reino Unido, apresentando seu texto “Da mediação à datificação: teorizando tendências em evolução nas mídias, tecnologia e aprendizagem“.

Articulando ideias de campos distintos – Teoria das Mídias, Filosofia Política e Educação -, a autora apresenta um argumento complexo, porém bastante interessante e relevante para quem desconfia (palavra magistralmente usada por outro de nossos autores – Neil Selwynneste livro; baixe aqui uma tradução para o português de um capítulo desse livro) de perspectivas prometeicas (ou “cor de rosa”) da presença da tecnologia na atualidade.

Deixo que a autora fale:

Em uma postagem anterior, indiquei a leitura de outros dois textos publicados pela autora na revista Educação e Cultura Contemporânea, do PPGE/UNESA: “Open to interpretation? Productive frameworks for understanding audience engagement with Open Educational Resources” (apenas em inglês) e “De REA a MOOC: perspectivas críticas acerca das trajetórias históricas de mediação na Educação Aberta” (tradução minha para o português do original publicado na revista International Journal of Media & Cultural Politics). Recomendei, também, do e-Book TICPE 2017, os capítulos de Martin Weller e de Jeremy Knox, respectivamente: “O desenvolvimento de novas disciplinas na Educação – o exemplo da Educação Aberta” e “A quantas anda a revolução: três temas na movediça paisagem dos MOOC“.

Clique aqui para baixar o volume completo.

Clique aqui para baixar uma separata do capítulo de Giota em português.

Em breve: nova aba no *Diálogos*

Daqui a alguns dias, abriremos uma nova aba no Diálogos: uma página de documentação da I Jornada de Pesquisa do PPGE/UNESA.

Já tivemos uma variedade de eventos anteriormente no programa (jornadas de linhas específicas, palestras e colóquios, e, em particular, o eTIC da TICPE – clique aqui para ver um histórico desse evento), mas a I Jornada será especial, pois será a primeira a reunir as três linhas de pesquisa em um único evento, que será dedicado à memória do Prof. Jorge Atílio Iulianelli.

Nossos objetivos são os seguintes:

  1. Oferecer um espaço integrado de compartilhamento e discussão para apoiar o diálogo entre os pesquisadores que trabalham nas três linhas de pesquisa que o programa abriga;
  2. Proporcionar oportunidades de participação supervisionada dos estudantes em discussões acadêmicas em um fórum mais amplo, de modo a apoiar o processo de formação de novos pesquisadores conduzido no programa.

A programação já está pronta e inclui a apresentação de 13 comunicações orais e 17 pôsteres, todos preparados por nossos mestrandos , doutorandos e egressos.

A Comissão organizadora inclui as Profas. Rita Lima, Laélia Moreira, Jaciara Carvalho e Giselle Ferreira, com o apoio de alguns de nossos orientandos na organização dos coffee breaks.

Disponibilizaremos todos os resumos e materiais pertinentes através da nova página: em breve!

Lançamento do e-Book 2017: data para a agenda!

Em meio à usual correria associada ao fechamento do semestre acadêmico, organizamos uma nova data para o lançamento (presencial) de nosso e-Book Educação e Tecnologia: abordagens críticas.

Convidamos os interessados a juntarem-se a nós no dia 3 de agosto, quando contaremos com a presença dos Profs. Ralph Ings Bannell e Raquel Goulart Barreto, que oferecerão palestras baseadas em seus respectivos capítulos.

Coloque em sua agenda e clique na imagem ou aqui para baixar o cartaz-convite.

Esperamos ver (e rever) amigos e colegas interessados em discussões sobre a Educação e Tecnologia: até lá!

The history of OER from Martin Weller’s perspective

I’m delighted to publish one more video teaser presenting another chapter from our e-Book  Education and Technology: critical approaches. Today we bring you Martin Weller, Professor of Educational Technology at the UK Open University, where he leads the OER Hub, a research centre dedicated to Open Educational Resources (OER).

Martin’s chapter, entitled ‘The development of new disciplines in education – the example of Open Education’, offers a view of the OER movement from the perspective of someone strongly engaged in the area since its origin. Watch Martin present the main ideas developed in his piece:

To complement this reading, I recommend Martin’s article ‘Different aspects of the emerging OER discipline‘, published last year in the Brazilian journal Contemporary Education and Culture. The journal published Martin’s original in English and a Portuguese translation I prepared. Also in Contemporary Education and Culture, you’ll find two articles by Giota Alevizou (also an e-Book author) which discuss Open Education from a perspective that combines political philosophy and media theories: ‘Open to interpretation? Productive frameworks for understanding audience engagement with Open Educational Resources‘ (English only) e ‘De REA a MOOC: perspectivas críticas acerca das trajetórias históricas de mediação na Educação Aberta‘ (my translation to Portuguese of the original published on the International Journal of Media & Cultural Politics – the original isn’t freely available, and the translation was done and published with the author’s and the publisher’s permissions).

From the literature in Portuguese, I recommend Andréia Inamorato Santos‘ chapter ‘Educação Aberta: histórico, práticas e o contexto dos Recursos Educacionais Abertos’ (Open Education: history, practices and the context of OER), in Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas (unfortunately I’ve not managed to find the book online at this point – it’s been previously avaiable on the site of Projeto REA-Brasil, via this page).

If you want to venture in the field of ‘openness’,  Martin has an interesting CC-by book: The Battle for Open – how openness won and it doesn’t feel like a victory (three different download formats, English only). In an area laterally related to OER, he’s published The Digital Scholar, another openly available book (in this case, as HTML for online reading). In this one he discusses the impact of digital technologies and Web 2.0 on academic and scholarly practice, analysing the changes that have occurred in other areas, including the music and movie industries.

Last but not least, I recommend Martin’s excellent blog.

Clarifying: I’m delighted to publish this post, as whilst I prepared the subtitles for the video, I was reminded of my arrival at the OU in 1998, when I ‘landed’ directly in the presentation of the university’s first online course (this article describes the basic ideas of a course that, like all the OU courses, was lovingly known by its code – T171). The course had been created by three ‘pioneers’ of online education (in addition to Martin, John Naughton – read his articles published on The Guardian – and Gary Alexander, who retired shortly after that), and provided a basis for Martin’s first book, Delivering learning on the net. In this course, I worked as a tutor and part of the presentation team, chaired by Martin – we were all ‘pioneers’ at that time, in a way, and I learned a great deal with his calm and unpretentious way of dealing with the many challenges facing the team (for example, to hire and train tutors to support 12k students in groups of 15, max!). I was also reminded of the motion, around the end of 1999, around the ideas of free software / open source and their possibilities for education (the widely known OpenLearn project was not the first OER initiative developed there  – I told a bit of this ‘hidden history’ – to borrow some words from Audrey Watters‘ chapter in the eBook – in this article I wrote with Alexandra Okada – English only).

Avoiding further nostalgic digressions, I wish everyone good readings, taking the opportunity to highlight we’ve got also video presentations of the e-Book chapters by Lesley Gourlay, Jeremy Knox, Richard Hall and Audrey Watters!